sexta-feira, 29 de agosto de 2008

by M.S.

Naga Kanya... quando for grande quero ser assim.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

by M.S.

Ciclope dentro do caleidoscópio.

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

terça-feira, 26 de agosto de 2008

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

by M.S.
O meu sítio favorito na igreja de S. Domingos...

sábado, 23 de agosto de 2008

by M.S.
Uns desaparecem, outros aparecem...

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

by M.S.

La santa scomparsa

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

terça-feira, 12 de agosto de 2008

by M.S.

Nice hand paper + doll face.

sábado, 9 de agosto de 2008

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

by m.s.
Persépolis... algo tremido

by M.S

é sempre uma agradável surpresa encontrar som onde não se espera, como nas escadas de uma sé, depois de um filme ao ar livre... é sempre com curiosidade que ouvimos os sons entre improvisos, combinações ou acertos de duas guitarras, entre as vozes que se emprestam a diferentes linguas...
Junta-se aos pensamentos um cão curioso, chama-se dinamite (primo do Milu)

sábado, 2 de agosto de 2008

by M.S

Transformámo-nos em polícias de nós mesmos,
Em guardas de fronteira dos nossos próprios sentimentos.

Transformámo-nos em juízes do supremo,
Em cobradores de impostos das nossas emoções.

Transformámo-nos em párocos vigilantes
Da nossa própria espontaneidade.

Somos Todos Peritos na díficil arte da idiotia,
Treinados na escola do nosso medo em o não sermos.

Todos nós o somos, Todos nós, os saudáveis, os normais, Os respeitáveis cidadãos da imbecilidade.

Trazemos, por dentro, amordaçada,

A idiotia que os idiotas trazem por fora.

João de Sousa Monteiro

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

by m.s.
Lovely impermanence...
agora estou, agora já não.